Morre Peça Chave do PT – Vai fazer falta nas Eleições de 2022 – Diz LULA

Marketeiro foi responsável pelo slogan ‘Lulinha, Paz e Amor’, campanha que elegeu Lula como presidente da República em 2002

O publicitário José Eduardo Cavalcanti de Mendonça, mais conhecido como Duda Mendonça, morreu na manhã desta segunda-feira, 16. Duda tornou-se conhecido pela condução de campanhas políticas de sucesso. Em 1992, ajudou a limpar a imagem de Paulo Maluf na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Nas eleições de 2002, foi o nome por trás da campanha “Lulinha, Paz e Amor”, que elegeu Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como presidente da República. O marketeiro lutava contra um câncer no cérebro e estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde junho deste ano. A reportagem entrou em contato com o hospital, mas a família de Duda não autorizou a divulgação de boletim médico ou de informações sobre o publicitário. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Além das campanhas de Maluf e Lula, Duda ainda foi marketeiro dos irmãos Cid e Ciro Gomes. Em 2005, o publicitário foi acusado de envolvimento no Mensalão, porém foi absolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2012. Quatro anos após a absolvição do esquema de corrupção, Duda passou a ser investigado pela Operação Lava Jato e assinou acordo de delação premiada. O governador da Bahia, Rui Costa, prestou condolências aos familiares. “Lamento a morte do baiano Duda Mendonça. Publicitário que teve o seu talento reconhecido no Brasil e no mundo. Meus sentimentos para familiares e amigos”, escreveu em sua rede social. O ex-presidente Lula também lamentou a morte. “Duda Mendonça foi um gênio da comunicação política. O seu trabalho na campanha de 2002 já está na história como uma das campanhas mais bonitas e sensíveis. Em um momento em que o Brasil sofria com uma crise aguda, racionamento de energia e miséria, Duda Mendonça produziu filmes e mensagens de muita sensibilidade, de que a esperança venceria o medo. Aos seus familiares e amigos, meus sentimentos”, diz nota.

Em seguida, foi a vez de outro quadro do PT se manifestar, o ex-ministro-chefe da Casa Civil durante o governo Lula José Dirceu. “Um dia de tristeza e dor pela morte meu amigo Duda Mendonça, sempre presente e solidário nos momentos mais duros e difíceis que passamos juntos. Publicitário genial, criativo, inovador, um dos maiores do nosso Brasil. Responsável pela campanha na TV e rádio, que sabia fazer como ninguém, vitoriosa de Lula em 2002, mas, principalmente, amigo e companheiro. Deixo aqui meu abraço de conforto a sua esposa Aline Lucas e demais filhos e filhas”, escreveu Dirceu. Um dos filhos de Duda já se pronunciou sobre a morte. “Me sinto num palco sem plateia. Difícil ser o filho mais próximo. Ainda mais quando você se vai e essa proximidade significa que em cada canto que eu olhe ou que eu vá só me vem você a cabeça. Meus hobbies são os seus, meu trabalho é o que você me ensinou, minha filha tem seu nome, minha forma de pensar é baseado no que você pensaria, minhas comidas prediletas e meus lugares favoritos são os mesmos seus. Eu sempre quis ser você”, declarou Lucas. Duda Mendonça deixa a esposa e cinco filhos. 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *